Home Notícias Ciberameaças aumentam durante a Copa do Mundo na Rússia, aponta estudo

Ciberameaças aumentam durante a Copa do Mundo na Rússia, aponta estudo

0
0

Fonte: TI Inside

Enquanto a bola rolava na Rússia, a equipe do Arcon Labs registrou um aumento de 61,69% nos ciberataques em comparação aos meses anteriores. Entre os mais comuns, estão os cibercrimes relacionados a ataques automatizados, como hack tools e scans, que cresceram 711%. Na sequência, estão os ataques webs, com 610%. A detecção de malwares aumentou em 200%, enquanto ataques DDoS, 40%.

Em comparação a Copa de 2014, os crimes referentes à segurança da informação cresceram em todos os requisitos analisados. Os ataques webs tiveram um aumento expressivo de 394 p.p., enquanto os malwares aumentaram 174 p.p.

De acordo com Carlos Borges, especialista em cibersegurança do Arcon Labs, os Jogos Olímpicos, de Inverno e a Copa do Mundo são eventos de grande porte que costumam ser um alvo perfeito para os cibercriminosos atuarem. Enquanto organizadores e torcedores estão atentos nas competições, os criminosos se aproveitam para gerar golpes sempre que uma oportunidade aparece.

Durante as Olimpíadas no Rio, em 2016, o Arcon Labs identificou um aumento de golpes DoS e DDoS de 330%, enquanto os ataques web tiveram um aumento de 231%. Vale citar, também, que um grande ciberataque ocorreu nas Olimpíadas de Inverno neste ano, quando a infraestrutura da organização foi o alvo. Considerando a alta performance que vem tendo, já dá pra confirmar o time dos cibercriminosos na Copa do Mundo do Qatar.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *