Abese luta por adequações na CNAE no Concla

0

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança esteve, recentemente, representada por sua presidente, Selma Migliori, acompanhada pela assessoria jurídica da entidade, na Comissão Nacional de Classificação (CONCLA).

IMG-20151001-WA0007 (2_concla)
Da esquerda para a direita: Breno Augusto Campolina Barbosa, tecnologista da equipe de Classificação; Samuel Cruz dos Santos, tecnologista gerente de Classificações; Priscila Koeller, coordenadora de Estatísticas Econômicas e Classificações; Selma Migliori, presidente da ABESE; Patrícia Roccato, da Consultoria Contábil ABESE e Eudes dos Santos Monteiro Júnior, técnico da equipe de Classificação.

O objetivo foi esclarecer aos responsáveis pelas atualizações do CNAE as diferenças do segmento de segurança eletrônica em relação a outros, para que suas empresas tenham tratamentos tributário, trabalhista e previdenciário adequados.

A CONCLA é vinculada ao Ministério do Planejamento e, por meio do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, atualiza a classificação das atividades relevantes para o pais, seguindo padrões internacionais.

Essa classificação serve de referência para o Ministério da Fazenda efetuar o enquadramento tributário. E que, equivocadamente, tem tratado empresas de monitoramento de sistemas eletrônicos de segurança como se fossem de vigilância, onerando o segmento.

As empresas de monitoramento de sistemas de segurança eletrônica são uma modalidade específica de segurança privada, que visam monitorar e reportar eventos e não preservar ativamente bens ou pessoas.

Deixe uma Resposta

CREDENCIAMENTO DISPONÍVEL

Garanta sua credencial gratuita e participe do evento mais esperado para o setor de segurança na América Latina.
CREDENCIE-SE J!
close-link