APIs e iPaaS são promessas de mais agilidade e segurança nas transações

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Os grandes bancos hoje detêm os dados financeiros dos brasileiros, mas isso pode mudar em breve, com o poder sobre as informações voltando para os consumidores. Esse é o objetivo do open finance, em implantação no país.

 

O conceito baseia-se no uso de uma interface de programação de aplicativo (API) ou de uma solução em plataforma de integração como serviço (iPaaS) para o compartilhamento de dados entre instituições autorizadas pelo consumidor. As promessas são de mais segurança, comodidade e conformidade para as pessoas, e de redução de custos para as empresas.

 

Segundo uma estimativa da consultoria Gartner, US$ 3 bilhões devem ser investidos em soluções iPaaS, em nível mundial, até o ano que vem. Em conjunto com APIs, elas poderão aumentar a eficiência das empresas e dispensar a necessidade de manutenção de equipes próprias de desenvolvedores.

 

Sistemas de diferentes instituições poderão se comunicar em tempo real, evitando o tráfego manual de informações. Exemplo: um API pode integrar uma ferramenta de pagamentos online a sistemas de gestão financeira. Também pode agilizar autenticações e realizar cobranças automaticamente.

Comentários estão fechados.