Tecnologia de vozes neurais pode dar escala aos conteúdos de segurança

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A segurança de trabalhadores e de pessoas em geral está entre os campos que podem se beneficiar do avanço das tecnologias de voz, em especial dos serviços cognitivos de vozes neurais (Neural TTS). Por meio de algoritmos de machine learning (aprendizagem de máquina), soluções do gênero são capazes de criar vozes com timbres e entonações realistas em diversas línguas, a partir de entradas de texto.

A conversão de texto em vozes neurais acena à execução mais ágil e acessível de vídeos e mensagens de voz, desburocratizando a produção de locuções. “O surgimento dos serviços cognitivos ajuda não apenas a reduzir esses gastos operacionais, como também facilita a assistência, pois a produção tem mais autonomia e rapidez na mudança de roteiros, oferecendo exatamente o que o cliente está procurando”, afirma Leandro Alvarenga, CEO da Prime Arte, produtora de conteúdo e tecnologia.

>> Robôs abreviam em até 95% o tempo de humanos no backoffice das empresas, diz especialista

>> Inteligência Artificial e Gestão Talentos – Atrair, Reter e Alavancar

>> Projeto gratuito promove capacitação e preparação de mão de obra para a área de tecnologia da informação

Alvarenga ressalta que a tecnologia de Neural TTS dá mais escala à produção de conteúdo, melhoram os processos e reduzem custos, mas o foco não é substituir os profissionais da voz. “Muitas vezes, os clientes desistem de colocar o conteúdo produzido em outros idiomas por falta de orçamento ou até mesmo de tempo. Com as vozes neurais, porém, essa barreira é minimizada”, destaca o executivo.

Comentários estão fechados.