Como funciona a recuperação de dados? | Security Podcast #9

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Já reparou como, cada vez mais, estamos dependentes de dados digitais? Desde HDs externos para armazenar fotos e vídeos de viagem, até informações sigilosas em grandes empresas. Pois é, já faz tempo que deixamos de lado as anotações em cadernos e pastas guardadas em gavetas, ou até em cofres. Agora, a gente depende da tecnologia – também – para gravar, armazenar e proteger informações. No mundo da segurança digital, essa é uma das principais preocupações. E não estamos falando somente de ataques de hackers, vírus e roubo de dados. Muitas vezes, acidentes, flutuações no fornecimento de energia elétrica e danos físicos podem trazer dor de cabeça para quem precisa utilizar e zelar por informações em discos rígidos, HD em estados sólidos e servidores, e outras tecnologias. E, não há motivos para pensar que esse mercado vai diminuir. Pra gente ter uma noção, a expectativa é que o crescimento seja de 9% ao ano, e deve valer 20 bilhões de dólares até 2028 – de acordo com a consultoria Reports and Data. Não é pouca coisa, para se ter uma ideia, a indústria de games, uma das mais aquecidas no universo digital, tem uma previsão de crescimento de 13% até 2028. Para comentar o que é o trabalho de recuperação de dados e como funciona esse mercado, nosso convidado de hoje é Romildo Ruivo, diretor da CBL, companhia especialista em recuperação e destruição de dados.Fique por dentro do universo da segurança do trabalho, tecnologia e inovação.

Comentários estão fechados.

CREDENCIAMENTO DISPONÍVEL

Garanta sua credencial gratuita e participe do evento mais esperado para o setor de segurança na América Latina.
CREDENCIE-SE J!
close-link