Cultura de segurança da informação: como treinar através da gamificação

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Para se proteger de vazamentos de dados e falhas de segurança, muitas empresas optam por capacitar seus colaboradores para que tenham consciência sobre a necessidade de ter discrição com dados sensíveis e pessoais. Por isso, é comum que os negócios implementem a cultura de segurança da informação na organização.

Um estudo realizado pela empresa de segurança Auxur, revelou que o Brasil foi o campeão mundial de vazamentos de dados, em 2021. Foram mais de 2,8 bilhões de dados sensíveis expostos e 43,3 milhões deles são de domínios corporativos. O que evidencia cada vez mais a importância das companhias terem uma cultura de segurança da informação.

Essa cultura nada mais é do que um conjunto de valores, crenças, conhecimentos e práticas adotados para guiar os colaboradores no exercício dos seus cargos de forma segura. Segundo Isadora Brito, cordenadora de Marketing na Niduu, o objetivo principal é conscientizar as equipes sobre os riscos de ações que são consideradas simples e inofensivas no trabalho, mas que podem prejudicar a segurança da empresa.

 

Treinamentos de segurança

 

A executiva explica que existem muitas maneiras de capacitar as equipes neste tema, uma delas é usando a gamificação. “O método que utiliza elementos de games para facilitar o aprendizado, motivar e engajar os usuários,pode ser também usado nos treinamentos de segurança. Conhecido por ter maior retenção de conteúdo, essa pode ser uma ferramenta utilizada pela empresa com o intuito de garantir melhores resultados nas suas capacitações”, diz Isadora.

Com o método, os gestores conseguem atingir todos os colaboradores, independente do cargo e nível hierárquico. Além disso, Isadora informa que o treinamento se torna simples, eficiente e rápido com os profissionais se divertindo durante o processo, além de estimular o engajamento da equipe nos treinamentos corporativos.

Para ela, a capacitação se mostra importante porque segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Ponemon, 32% das violações de segurança da informação acontecem devido à ingenuidade dos colaboradores. “O que mostra que as empresas precisam oferecer insumos para que eles saibam se proteger e, consequentemente, proteger a empresa”, observa.

 

Cultura de segurança da informação

 

Isadora Brito avalia que com esse treinamento, é possível reduzir as chances de danos, prevenir o vazamento de dados pessoais e garantir a segurança dos dados estratégicos. “Assim, se previne, educa e institui novos hábitos aos profissionais para precaver possíveis brechas na proteção de dados”, ressalta.

Em tempos que há tantos vazamentos de dados na internet que prejudicam o desempenho das empresas, Isadora frisa que é importante se conscientizar que toda organização precisa implementar uma cultura de segurança da informação. “Isso visa prevenir e alertar os profissionais sobre o tema de modo que todos tenham consciência sobre dados sensíveis e, assim, possam se proteger e garantir a segurança ao desempenhar as suas atividades. Por isso, capacitar os colaboradores de uma forma mais leve usando gamificação é uma alternativa para que os negócios se mantenham seguros”, conclui.

Comentários estão fechados.

CREDENCIAMENTO DISPONÍVEL

Garanta sua credencial gratuita e participe do evento mais esperado para o setor de segurança na América Latina.
CREDENCIE-SE J!
close-link