Nova empresa no mercado

0

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Peter Graber, do Grupo Graber, um dos pioneiros do setor de segurança no Brasil, resolveu investir em uma nova empresa no setor de segurança eletrônica, a PGA. A decisão veio após a conclusão de que a penetração de serviços de alarmes no Brasil ainda é baixa (menos de 1% das residências são monitoradas, de acordo com levantamentos) e a percepção de um alto grau de insatisfação dos clientes. “A PGA surgiu após diversas discussões envolvendo executivos do Grupo Graber, que possuem vasta experiência no mercado de monitoramento de alarmes. Todos entendem que o momento de mercado é muito oportuno e que, desde a venda da Graber alarmes, em 2000, não houve grandes saltos neste mercado”, explica Leandro Martins, CEO da PGA.

A empresa chega ao mercado de sistemas eletrônicos de segurança trazendo mais tecnologia e investindo além da segurança básica. “Acreditamos que exista um espaço para oferecer um serviço diferente, por exemplo: toda vez que a ronda passar pela residência, uma câmera registrará essa passagem. Pelo celular, o dono do estabelecimento terá condições de ver que o serviço foi prestado. Outro serviço que temos é o de apoio ao idoso. Poderemos ajudá-lo a tomar o remédio na hora certa”, conta Peter Graber.

Com foco no público AB e mercado residencial e empresarial, a empresa inicia o trabalho com atuação na grande São Paulo e projeta expansão para as principais capitais do Brasil a partir de 2016. A sigla PGA leva o nome de Peter Graber, fundador do grupo Graber nos anos 80 e que virou referência em segurança eletrônica no País.

A PGA chega com mais de 15 serviços ao mercado, sendo os principais: ronda noturna motorizada, controle de acesso físico, serviço de teleassitência, alerta vigia e relatórios de arme e desarme do alarme.

Leave A Reply