Empresas diversificam rol de produtos para atender demandas criadas com a pandemia e buscam ampliar participação no mercado de segurança

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Expectativas de negócios com a Feira Internacional de Segurança (Exposec 2022), realizada entre os dias 7 e 9 de junho, no São Paulo Expo, foram superadas na primeira participação das empresas ZKTeco, Pado, Gocil, Vivensis, Xelpon e Yamaha, que expuseram seus produtos e serviços na retomada da feira presencial, visando ampliar participação neste mercado em franco crescimento no Brasil.

 

 ZKTeco

ZKTeco - Exposec 2022 

A ZKTeco é uma empresa multinacional, fabricante de tecnologia de reconhecimento biométrico e segurança inteligente, com 14 subsidiárias e 29 sucursais na China, além de 38 subsidiárias ao redor do mundo, incluindo o Brasil, onde a empresa está presente desde 2011, atuando com o foco principal em produtos para controle de acesso. Nilce Corrêa, CEO da empresa, conta que a ZKTeco participou da Exposec 2012 e estava confirmada para a edição de 2020, mas por conta da pandemia tiveram que adiar, voltando agora, nesta 23ª edição, trazendo a linha de reconhecimento facial, cancelas e catracas, linha para estacionamentos, entre outros equipamentos. “O leque diversificado de produtos que oferecemos neste mercado de segurança é o nosso grande diferencial”, diz a executiva.

Segundo Nilce, a empresa trabalhava com a oferta de produtos de biometria digital, mas com a pandemia equipamentos sem necessidade de toque ganharam impulso maior no mercado e levou a empresa a investir no desenvolvimento dessa área. “O sistema atende as necessidades de uma série de clientes, como condomínios residenciais, indústrias, hospitais, escolas, ou seja, locais que precisam controlar o acesso de pessoas, com a opção de limitar o acesso também por meio do reconhecimento facial em determinados espaços e horários”, explica.

As soluções integradas com base em técnicas de verificação biométrica (Autenticação de inteligente de pessoas) faz com que a ZKTeco seja mundialmente reconhecida pelo desenvolvimento de técnicas de algoritmo de verificação biométrica, sensores e softwares. A companhia possui patentes de técnicas de reconhecimento de impressão digital, íris, rosto, veia e impressão da palma da mão etc., além de patentes de técnicas de visão computacional, incluindo reconhecimento facial, identificação de comportamentos, identificação de objeto de raio-X e estrutura de vídeo. 

“Oferecemos soluções completas baseadas em verificação inteligente e autenticação de identidade, que podem ser aplicadas somente com hardwares e softwares da ZKTeco ou em parceria com integradores e softwares de parceiros”, completa a CEO.

Participar desta edição da Exposec atendeu as perspectivas da empresa com a retomada econômica pós-pandemia no Brasil. “Este período da pandemia não foi ruim para o nosso setor devido a demanda do mercado em ter o acesso biométrico como uma alternativa para evitar a contaminação, mas muitos comércios ficaram fechados e, hoje, com essa retomada presencial as empresas estão buscando alternativas e se adaptar a este novo cenário, com maior cuidado sanitário, por exemplo”, informa.

De acordo com a executiva, a demanda de empresas está crescendo e a oferta de produtos também e muitas empresas estão se reinventando para aumentar seu leque de ofertas. “A nossa empresa, que tem a fábrica em Belo Horizonte, acabou de inaugurar um escritório em São Paulo, com a disponibilidade de um show room e uma área de treinamento, para atender esse aumento da demanda do mercado de segurança”, destaca.

Para Nilce, a Exposec foi além das expectativas, com muita gente buscando novos projetos. “Acreditamos que a feira vai proporcionar muitos negócios, com pessoas do Brasil inteiro. Recebemos visitantes de vários estados, além da oportunidade de aproximação com os próprios expositores, algumas empresas são até concorrentes, mas que podem vir a ser parceiros através da integração com nossos sistemas e produtos”, observa.

 

Pado

Pado - Exposec 2022

 Há 80 anos a Pado é referência no setor de cadeados de latão e fechaduras. Desde 1997, sob novo comando acionário, o parque fabril está instalado em Cambé (Norte do Paraná) com avançados equipamentos e modernos sistemas de produção, fabrica cadeados, fechaduras, ferragens e acessórios lançando, anualmente, novidades em acabamentos e tecnologias em todas as linhas de produtos. Para uma melhor aproximação com o mercado de segurança, a Pado está participando pela primeira vez da Exposec. Segundo Nathan Bampi (foto), diretor de Operações da Pado, a empresa está criando um ecosssistema de segurança eletrônica, começando pela fechadura eletrônica, entre outros produtos que expôs na feira, como sistema para controle de acesso, detector de fumaça e automação residencial, desenvolvidos com tecnologia nacional. 

“Tomamos a decisão de participar da Exposec no sentido de aprender com os especialistas deste mercado de segurança e estamos muito satisfeitos com os resultados alcançados. Os visitantes demonstram que conhecem bem este mercado, já chegam direcionados sobre o que querem de produtos e buscam um canal direto de vendas ou contato com integradores. Estamos aprendendo bastante na feira sobre este novo mercado, que é uma das prioridades da empresa no momento e está bem alinhada com a nossa visão estratégica”, informa Bampi.

Ele destaca que a força da marca Pado foi uma das impulsionadoras para atuar neste mercado de segurança, que inevitavelmente remete ao cadeado. “Todo mundo lembra da Pado por causa do cadeado, então estamos usando essa força da marca para ampliar nosso portfólio, que começou com as fechaduras eletrônicas e hoje temos a linha Padtec com fechaduras digitais, controladores de acesso, botoeiras, além do lançamento da linha Pado Gateway, entre outros, todos desenvolvidos com tecnologia e design nacional”, menciona.

O executivo comenta também a atuação da empresa no ramo de automação residencial, que atende o perfil da Exposec no mercado de segurança eletrônica. “É uma feira estratégica para nós, principalmente por estarmos atuando com um ecossistema de produtos tecnológicos, que tem ótima oportunidade de crescimento e estamos investindo bastante na parte de segurança eletrônica”, destaca.

As expectativas de negócios com a volta da feira presencial são muito positivas. “Estamos fazendo vários contatos e nosso objetivo é realmente fazer grandes negociações a partir desta primeira participação na Exposec”, diz Bampi.   

 

Vivensis

Vivensis - Exposec 2022

A Vivensis também expôs pela primeira vez seus produtos e novidades na Exposec 2022. Especializada no mercado de tecnologia via satélite e pioneira na distribuição e comercialização de kits de antenas e receptores de TV por assinatura para marcas líderes como Sky e HughesNet, a Vivensis apresenta sua nova linha de produtos  chamada Vivensis TV Livre, composta por receptores, antenas e LNBFs (conversor de sinal para antena) totalmente compatíveis com o novo sinal de TVRO (de parabólicas), a ser transmitido em banda KU em substituição ao desligamento do sinal da banda C, para não sofrer interferência do novo sinal 5G.

 “Essa linha de produtos estava sendo muito aguardada pelo mercado, porque atende a demanda dos consumidores, dos parceiros instaladores e do governo. É uma solução completa, pois garante o direito de assistir TV daqueles que já compraram no passado um equipamento para ter acesso à programação aberta, que é um direito público”, salienta o sócio-fundador da Vivensis, Yvan Cabral.

A nova antena minisat, com tecnologia de montagem patenteada pela Vivensis, é ainda mais eficiente. O lançamento faz parte da linha de produtos Vivensis TV Livre e seu sistema único de montagem permite que a embalagem seja reduzida à metade do tamanho da embalagem de uma antena KU regular, ou seja, com apenas 35 cm de largura, a embalagem da minisat permite uma economia de logística, estoque e frete de grande escala.

De acordo com sócio-fundador da empresa, a Vivensis está no mercado de transmissão via satélite há 27 anos e conhece profundamente a realidade e as necessidades desse ecossistema, por isso ele enxerga a participação na Exposec como “uma oportunidade de ganhar visibilidade e de construir parcerias, para maximizar a migração das parabólicas, que segundo o IBGE, envolverá 18,9 milhões de domicílios que precisarão trocar de equipamento”.

Além disso, Patrícia Vital (foto), diretora de Marketing da Vivensis, manifestou sua satisfação com a feira, destacando que receberam 30% a mais de visitas esperadas no estande do evento, o que superou as expectativas com esta primeira participação da empresa na Exposec, possibilitando o fomento de novos negócios e fortalecimento da marca no segmento de segurança.

A partir da Exposec, Patrícia vislumbra a união de esforços para a Vivensis se apresentar como fabricante e desenvolvedora de novos negócios no setor. “O evento está atendendo nossa proposta de interagir com esse segmento, mostrando nossos produtos tanto na linha de game quanto de TV. Estamos sendo muito bem recebidos pelos players desse setor de segurança e estamos otimistas com a apresentação dos nossos negócios e futuras prospecções a partir da intensificação do nosso relacionamento com este público da feira, pois existe uma sinergia muito boa entre os profissionais do setor de segurança e o telecom, que é o nosso segmento, pois, muitas vezes, as mesmas pessoas que fazem o serviço de instalação dos equipamentos, bem como os varejistas e revendedores, são os mesmos que trabalham com a nossa linha de produtos”, destacou.

 

Xelpon

Xelpon - Exposec 2022

Promover a segurança de forma inteligente é a proposta da Xelpon nesta primeira participação na Exposec, onde fez o lançamento da marca como distribuidora de equipamentos de segurança eletrônica, controle de acesso e smart home. Na feira, a empresa mostrou seu portfólio completo de produtos na linha smart, com sirenes sem fio, refletores LED, soquete smart, minicontrolador smart para potão eletrônico, sistema de alarme com biometria, detector de fumaça, entre outros. E destacou também a linha de câmeras, gravadores e acessórios e equipamentos para controle de acesso.

Segundo Julio Cesar (foto), diretor de Expansão da Xelpon, a feira é uma oportunidade para conhecer o setor de segurança brasileiro, estreitar laços de parcerias e apresentar seu portfólio completo de produtos para atender distribuidores, revendas e consumidores. “Estamos nos apresentando com produtos que trazem vantagens e benefícios para o mercado em nível nacional”, informa. Para demonstrar, na prática essas informações, Julio Cesar conta que os visitantes podem conferir o diferencial dos produtos na Sala de Experiência Xelpon Smart. Além disso, a empresa está oferecendo uma plataforma para cadastramento de possíveis revendedores no próprio estande da Xelpon.

Ele destaca que a feira está atendendo as expectativas, trazendo muitas oportunidades de negócios e interatividade com os visitantes, que estão conhecendo a marca, tirando suas dúvidas e estreitando relacionamentos. “Estamos muito satisfeitos e esperamos fazer bons negócios”, declara.

 

Yamaha

Yamaha - Exposec 2022

Quando a Yamaha surgiu no Japão em 1955, já existiam mais de 100 fabricantes de motocicletas no país. Isso motivou o seu fundador, Genichi Kawakami, a querer construir as melhores motos, com os preceitos de qualidade e inovação pulsando na alma para melhor satisfazer o cliente. Foi assim que a empresa conquistou logo de largada posições de liderança em importantes competições de motociclismo e foi aprimorando seus produtos. Atualmente, está presente em cerca de 200 países e fabricam uma vasta gama de soluções como: motos para neve, quadriciclos, carros de golfe, bicicletas elétricas, piscinas, geradores, helicóptero de controle remoto, dentre outros.

Participando da Exposec pela primeira vez, a Yahama trouxe sua linha de motos para o trabalho de vigilantes. Segundo Miquelle Francisconi, do setor de Vendas Especiais, o interesse em participar da Exposec surgiu pelo forte público ligado à área de vigilância particular, principalmente que trabalha com frota de motos. “Ficamos satisfeitos com os resultados, recebemos visitas de muitas pessoas interessadas nos modelos de motos que foram expostas e temos expectativas de que muitos consolidarão negócios pós-feira”, declarou.

 

Gocil

Gocil - Exposec 2022

Como uma das empresas mais tradicionais, pioneiras e inovadoras nos setores de Segurança, Tecnologia e Facilities, a Gocil entendeu que era de suma importância participar desta edição da Exposec, evento que marca a retomada das atividades presenciais, após mais de dois anos vivenciando as restrições impostas pela pandemia.

Segundo Renata Marcial, gerente de Marketing da Gocil, para a companhia foi uma excelente oportunidade para se aproximar de clientes e prospects, além de apresentar os resultados de investimentos perenes realizados em tecnologia, inovação e segurança para oferecer ao mercado o que há de mais moderno e eficienteem serviços, produtos e soluções customizadas e integradas.

“Nesse sentido, os participantes tiveram a chance de conhecer as principais tendências e inovações observadas no segmento, e que já estão à disposição dos clientes da companhia e que auxiliam no aumento da cobertura de áreas a serem vigiadas”, informa a executiva

São os casos, por exemplo, dos drones, das motos elétricas e dos sistemas de identificação facial e temperatura corporal, que passaram a ter grande relevância no controle de acessos no período de pandemia.

Além do tradicional modelo de drone Phantom 4, Renata conta que a Gocil levou para a feira o Matrice 200, que conta com holofote e sirene de alerta, e o Mavic 2, equipado com câmera térmica. “Nessa solução, o destaque fica por conta de um sistema que permite a integração entre o sinal e as imagens captadas pelos drones e o CFTV (circuito fechado de TV)”, diz.

Outra atração que chamou muita atenção das pessoas que visitaram o estande da Gocil foram as motos elétricas que passaram a integrar a frota empregada nas rondas e vistorias. “A opção sustentável reduz a emissão de carbono, por não fazer uso de combustível fóssil, tem autonomia de 100 km e atinge até 90 km por hora, dependendo do modelo. A estimativa é de que as baterias de lítio das motocicletas da Ciclowaytêm vida útil de até quatro anos”, explica.

Para a empresa, Renata destaca que a participação da Exposec foi o cenário ideal para apresentar os benefícios e os diferenciais dessas soluções integradas, que agregam valor, ampliam a qualidade e otimizam os custos dos serviços contratados.

 

Comentários estão fechados.