Livro “TI de Salto” conta histórias de 21 mulheres que superaram os desafios de ser minoria no mercado de tecnologia

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O objetivo é inspirar mulheres a considerarem o setor de tecnologia como uma opção de carreira

As mulheres representam apenas 20% do total de profissionais que atuam na área de tecnologia no Brasil e, em 2019, correspondiam a apenas 13,3% das matrículas nos cursos presenciais de graduação na área de Computação e Tecnologias e Comunicação, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entrar nesse mercado, predominantemente masculino, é um desafio e faz com que elas sofram a “síndrome do impostor”, em que a pessoa tem a sensação de inferioridade em relação aos demais e se sente incapaz de reconhecer o próprio sucesso. Por isso, muitas vezes, as mulheres desconsideram o TI como uma opção de carreira.

Hoje, embora sejam desenvolvidos projetos para tornar a área de tecnologia mais acolhedora e inclusiva, ainda há diversos desafios a serem superados, como a receptividade às mulheres cis e trans. Para transformar essa realidade e inspirar outras mulheres a ingressarem no mercado de tecnologia, Sylvia Bellio, fundadora de uma empresa de infraestrutura de TI e única mulher no país a fazer parte do conselho de empresas parceiras da Dell, reuniu relatos personalidades femininas em seu novo livro, o “TI de Salto”.

O titulo, recém-lançado, reúne histórias de 21 mulheres – desde entusiastas, técnicas, analistas, executivas até CEOs – que se destacaram no mercado da Tecnologia da Informação. Nele as autoras relembram o início de suas carreiras – quando não havia tanto incentivo como atualmente – contam como lidar com o machismo estrutural e como conciliar a vida profissional, pessoal e maternal.

O público também poderá ler relatos sobre como elas superaram as adversidades, as piadinhas de colegas homens, como se saíram em situações nas quais foram desqualificadas por seus superiores, e como enfrentam o preconceito de gênero no segmento para se tornarem bem-sucedidas na área e romper paradigmas em prol da presença feminina no TI.

Inspiração para começar

Desde os tempos de estudante, Bellio demonstrava interesse em trabalhar com tecnologia, mas sempre ouvia que deveria ser professora. Por não se identificar com a carreira, seguiu seu objetivo e cursou eletrônica, onde era a única menina na sala. E essa percepção, de que poucas mulheres estavam inseridas no mercado de tecnologia a acompanhou durante sua trajetória profissional.

Em 2016, participou do Dell Women’s Entrepreneur Network (Dwen), uma rede da Dell que capacita empreendedoras, e encontrou outras mulheres que atuavam no setor. Nascia ali a ideia de reunir e compartilhar essas experiências com outras pessoas. Quatro anos depois, Bellio criou o projeto “Conte Sua História”, em que apresenta histórias de personalidades femininas que trabalham com tecnologia, originando, meses depois, o livro “TI de Salto”, publicado pela editora Árvore Digital.

Comentários estão fechados.