Porto de Santos receberá estudos de implantação de Internet das Coisas até março

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

A Autoridade Portuária de Santos (APS) prorrogou, por mais 30 dias, até o ínicio de março, o prazo para a manifestação de interesses para a doação de estudos sobre a instalação de uma rede de internet sem fio no cais santista.

Inicialmente, o plano havia recebido críticas de especialistas da área, segundo reportagem do jornal A Tribuna. O motivo é a escolha de um sistema que pode se tornar obsoleto em breve.

Em 7 de janeiro, a estatal lançou um edital de chamamento público para recebimento de doação de projetos e estudos técnicos para a subsidiar a eventual implantação de rede sem fio de longo alcance do tipo LoRa (Long Range) para aplicação em IoT (Internet das Coisas) no Porto de Santos. O prazo inicial para a manifestação de interessados era de 30 dias – agora, renovados por mais 30.

Mas especialistas em Tecnologia da Informação (TI) passaram a questionar o plano e a tecnologia estudada, apesar de apontarem a importância dele para o Porto de Santos, segundo A Tribuna.

O principal questionamento é de que os estudos não deveriam ser pautados sobre uma ou outra tecnologia, e sim, após requisitos e necessidades mapeados, escolher uma ou mais redes que sejam aderentes.

Mesmo diante das críticas, houve interessados em participar do chamamento público. Porém, o número de participantes não foi revelado.

Segundo o jornal, a estatal destacou que, como o assunto é complexo, quanto mais interessados qualificados tenham oportunidade de oferecer as suas contribuições, mais consistentes serão os subsídios colhidos e as conclusões de sua área técnica.

A APS realizou uma pesquisa junto aos arrendatários do Porto de Santos que mostra que mais de 20% deles têm interesse em aplicação de IoT em sensores de umidade do ar, elevadores, temperatura, proximidade, velocidade, presença e monitoramento de vagas de pátio.

Além disso, outros 40% demonstraram muito interesse em sensores de chuva, incêndio, vazamento de gás e ambiental, e 50%, em controle de equipamentos, movimentação de ativos, sistemas de identificação, detecção de movimento e medidores de energia.

O edital do chamamento está disponível no endereço eletrônico no site da autoridade portuária.

Comments are closed.