Conexão à Internet das Coisas no setor industrial vai crescer 107% até 2025

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O número de sensores conectados à Internet das Coisas industrial ao redor do mundo crescerá 107% até 2025, mostra estudo feito pela Juniper Research. De acordo com os dados, eles saltarão de 17,7 bilhões para 36,8 bilhões no período.

A pesquisa indica que a manufatura inteligente será um setor chave de expansão do mercado de IoT industrial nos próximos cinco anos, respondendo por 22 bilhões de conexões até 2025.

O texto também prevê que as redes 5G e LPWA (Low Power Wide Area) desempenharão papéis essenciais na criação de ofertas de serviços atraentes para a indústria de manufatura. Elas possibilitarão a implementação do conceito de “fábrica inteligente”, em que a transmissão de dados em tempo real e altas densidades de conexão permitem operações altamente autônomas para os fabricantes.

Os serviços 5G privados, aliás, serão essenciais para maximizar o valor de uma fábrica inteligente, afirma o relatório. Isso permitirá, por sua vez, que os fabricantes em grande escala reduzam os gastos operacionais por meio de ganhos de eficiência.

A pesquisa prevê que mais de 80% do valor de mercado da IoT Industrial global estará relacionado aos gastos com software até 2025, atingindo US$ 216 bilhões. Isso porque as ferramentas de software que aproveitam o aprendizado de máquina para análise de dados aprimorada e a identificação de vulnerabilidades de rede agora são essenciais para operações de fabricação conectadas.

“Os fabricantes devem ter cautela ao implementar a tecnologia IoT, resistir à tentação de introduzir conectividade a todos os aspectos das operações. Em vez disso, os fabricantes devem se concentrar na coleta de dados nas áreas mais valiosas para impulsionar os ganhos de eficiência”, diz a autora da pesquisa, Scarlett Woodford.

Comentários estão fechados.