Home Artigos Dispositivos inteligentes garantem uma internet segura
0

Dispositivos inteligentes garantem uma internet segura

0
0

Por Pedro Al Shara*

A segurança será uma prioridade para as empresas em 2020, especialmente em tempos de preparação para a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que está prevista para entrar em vigor no próximo mês de agosto. Com ela, novos processos de armazenamento de dados serão colocados em prática, assim como usuários vão precisar ter mais cautela ao navegar pelo ambiente digital. Recentemente, comemoramos o dia da Internet Segura, que retrata exatamente essa importância em conscientizar as pessoas sobre o comportamento na web, o que nos faz refletir qual o melhor caminho para garantir uma rede segura.

A energia é um ponto crítico para o mundo conectado. E uma internet segura depende de vários fatores para ter uma navegabilidade estável. Não é por acaso que novas tecnologias surgem todos os dias para manter a infraestrutura redes seguras e em funcionamento ininterrupto. Uma vez que todas as informações são compartilhadas e salvas via internet, é fundamental investir em estratégias que evitem a inatividade dessas redes, assim como possíveis perda de dados.

Muitas vezes não percebemos, mas estamos frequentemente sujeitos a interferências e variações de energia que podem prejudicar o uso de aparelhos eletrônicos de várias maneiras: diminuindo a sua eficiência, vida útil e/ou limitando o seu desempenho. Após falhas de energia, o setup personalizado de um equipamento ou sistema é revertido para as configurações padrão, podendo trazer problemas caso não sejam restauradas. Por isso, é importante que esses ambientes tenham uma alternativa para assegurar que o menor intervalo no fornecimento não prejudique o sistema de forma global.

E uma opção para minimizar problemas nessas situações são os equipamentos de proteção de energia. As redes são os meios que interligam tecnologias e serviços, por isso, devem oferecer segurança e uma arquitetura TIC de qualidade. Como parte disto, dispositivos como os nobreaks oferecem monitoramento de sistemas críticos, garantindo acesso aos serviços de grande volume que requerem fornecimento de energia interrupto para o seu funcionamento.

O nobreak (UPS) é a ferramenta mais indicada para fornecer, por meio de um único equipamento, energia elétrica estabilizada, senoidal e sem interrupção. Normalmente, eles são utilizados para atender situações críticas, assim denominadas pela importância da continuidade de determinada operação para o usuário. Com o avanço dos recursos de TI, os fabricantes investiram em seus equipamentos fazendo com que os nobreaks aproveitassem tais inovações, aumentando a interatividade com o usuário e com os equipamentos que o aparelho protege, tornando-se uma poderosa ferramenta de controle.

Assim, o nobreak deixou de ser apenas uma “caixa” gerenciável, para se tornar, agora, um gerenciador inteligente. Isso significa que esse dispositivo, em uma situação de anormalidade, já envia para o usuário e-mails, avisos para celulares, mensagens para os computadores por ele protegidos e, em caso de falta de energia ou final de autonomia das baterias, salvar as aplicações, fazendo o desligamento automático e com segurança dos servidores.

Optar pelo uso de nobreaks inteligentes e suas ferramentas de monitoramento online torna-se, assim, uma escolha eficaz para se manter atento sobre o que acontece em sua rede. Além disso, tendo o domínio pleno das informações de energia é possível estar um passo à frente dos problemas ao dispor de um serviço muito mais elevado e confiável.

*Pedro Al Shara – CEO da TS Shara, fabricante nacional de nobreaks e estabilizadores de tensão

Deixe seu comentário