Pandemia levou 93% das indústrias a adotarem soluções de TI, diz pesquisa

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A aceleração da transformação digital em razão da pandemia é perceptível nos mais diversos setores da economia brasileira. Agora, uma pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) dá pistas dos efeitos reais dela.

Realizado pelo Instituto FSB Pesquisa, o levantamento mostrou que 93% das indústrias do país implementaram pelo menos um serviço de tecnologia e digitalização em suas rotinas, de acordo com artigo do diretor do instituto, André Jácomo, publicado pela revista Exame.

Dentro de uma cesta de diferentes serviços tecnológicos, as ferramentas para conduções de reuniões remotas foram as mais utilizadas – ao todo 75% das empresas ouvidas pela pesquisa afirmaram ter contratado esse serviço. Além disso, 68% afirmaram que aumentaram seus investimentos em segurança da informação.

“Ambos os serviços foram importantes para indústrias de ambos os portes e de todas as regiões do país”, afirma Jácomo. A Pesquisa Inovação na Indústria ouviu 500 executivos de médias e grandes empresas.

A crise sanitária ainda incentivou o avanço da inovação industrial por meio da implementação de ferramentas de automação: 63% das empresas do setor investiram nesse tipo de tecnologia. Ademais, 60% direcionaram recursos a ferramentas de produtividade e 59%, ao armazenamento em nuvem durante o período.

Os serviços relacionados à inteligência artificial e big data, contudo, não receberam a mesma atenção. Apenas 20% das indústrias grandes e médias disseram que investiram e pretendem manter seus serviços de inteligência artificial, ao passo que 19% afirmam o mesmo em relação a soluções de big data.

Comentários estão fechados.