Internet das Coisas avança no Brasil

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

A IoT (Internet of Things) ou Internet das Coisas, em português, já é uma realidade no mundo e avança fortemente no Brasil. Somente na América Latina a previsão é que o setor movimente mais de US$ 30 bilhões até 2023, maior parte no mercado brasileiro, segundo levantamento da GlobalData. A tecnologia também amplia oportunidades para profissionais e empreendedores.

A crise provocada pelo novo coronavírus surgiu como uma alavanca para o avanço da IoT no país, que consolida-se como estratégica para diferentes setores. Tecnicamente é possível descrever a Internet das Coisas como a rede de objetos físicos – “coisas” – que são incorporados a sensores, softwares e outras tecnologias com o objetivo de conectar e trocar dados com outros dispositivos e sistemas pela internet. Esses dispositivos variam de objetos domésticos comuns a ferramentas industriais sofisticadas. Na prática, o sistema faz a integração dos mais diversos equipamentos, que conversam entre si e trocam informações.

E o Brasil desponta como um dos locais mais promissores para o segmento. O estudo Índice de Inteligência Empresarial 2019, realizado pela Zebra Technologies, mostrou que em 2019 o investimento médio das companhias brasileiras em novas tecnologias, como IoT e plataformas de dados, foi de US$ 6,1 milhões, 45% a mais do que em 2018. Já o gasto médio global chegou a US$ 6,4 milhões.

Comments are closed.