Acre tem cercamento eletrônico e expande rede digital de segurança para além da capital

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A segurança pública do Acre tem investido em tecnologias digitais. O movimento é liderado pelo Departamento de Gestão Integrada de Segurança Eletrônica e Contramedidas, da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Entre os resultados, está o funcionamento de um sistema de cercamento eletrônico. A tecnologia permite o acompanhamento 24h de veículos com restrição criminal em tempo real e câmeras de videomonitoramento instaladas em 29 pontos estratégicos da capital, Rio Branco. O cercamento eletrônico também foi instalado nas cidades de Brasileia e Manoel Urbano, cada município com 10 pontos ativos.

>> 90% dos dados pessoais que circulam na web desrespeitam as leis de privacidades, revela estudo da GDB

>> A busca por segurança digital garante a ascensão do mercado de certificação

>> Hospital das Clínicas, em SP, tem sistema avançado de segurança. Veja como funciona

“Todo o sistema é controlado em um Centro de Comando e Controle. Temos operadores trabalhando 24 horas por dia, acompanhando as câmeras e repassando informações em tempo real aos profissionais que atuam diretamente no combate ao crime nas ruas. Ajuda na recuperação de veículos roubados, auxilia na identificação de pessoas que cometem crimes e também no processo investigativo. Os benefícios são muitos”, diz Alexandre Nascimento, chefe do departamento de gestão integrada de Segurança Pública.

A previsão agora é que a tecnologia de videomonitoramento se expanda para todo o estado, além da implantação de fibra ótica em parceria com empresas privadas. Os municípios de Capixaba e Sena Madureira, por exemplo, já estão em processo de transição. Serão colocados 10 pontos de videomonitoramento em pontos estratégicos das cidades.

Outro investimento que está em fase final de assinatura é a implantação de tecnologia que permite o reconhecimento facial nos pontos onde há maior circulação de pessoas em Rio Branco. O investimento deve facilitar na identificação de possíveis autores de crimes, através do fornecimento de informações pelo banco de dados do sistema integrado de segurança pública.

Comentários estão fechados.

CREDENCIAMENTO DISPONÍVEL

Garanta sua credencial gratuita e participe do evento mais esperado para o setor de segurança na América Latina.
CREDENCIE-SE J!
close-link