IBM mira crescimento potencial da inteligência artificial em empresas e lança novidades

Receba atualizações em tempo real direto no seu dispositivo, inscreva-se agora.

De olho no potencial de crescimento do uso de ferramentas de inteligência artificial (IA) por empresas, a IBM anunciou, durante seu principal evento do ano, diversas novidades no segmento. O IBM Think 2021, realizado de maneira completamente digital, trouxe novidades nas áreas de IA, computação quântica e computação em nuvem.

Uma pesquisa encomendada pela gigante de tecnologia mostrou que a adoção de inteligência artificial por empresas estagnou em 2021. De acordo com o levantamento, cerca de um terço delas afirmou utilizar recursos de IA em suas operações, índice similar ao registrado um ano antes.

Muitos deles, porém, planejam investimentos na área – e a IBM quer aproveitar a demanda futura para avançar na comercialização de suas soluções entre as empresas.

“Vamos olhar para o ano passado como o momento em que o mundo entrou no século digital com força total”, afirma Arvind Krishna, CEO da companhia. “Da mesma forma que eletrificamos fábricas e máquinas no século passado, usaremos a nuvem híbrida para infundir IA em softwares e sistemas no século 21.”

Entre as novidades anunciadas durante o IBM Think está um recurso no Cloud Pak for Data que usa IA para ajudar os clientes a obter respostas a consultas distribuídas até 8 vezes mais rápido do que antes e com quase metade do custo de outros Data Warehouses.

O software Watson, por sua vez, contará com o recurso Orchestrate, que permitirá automatizar tarefas para profissionais de áreas como vendas e recursos humanos, com até 50% do tempo recuperado para focar em temas estratégicos.

A empresa também lança um novo software voltado para computação quântica, o Qiskit Runtime, que promete aumentar o processamento do circuito quântico em até 120 vezes.

Comentários estão fechados.